Arquivo

Textos com Etiquetas ‘Intel’

Intel: chip configurável com Altera

24, novembro, 2010 Sem comentários

Em uma estratégia para abocanhar o mercado de equipamentos médicos e aplicações embarcadas, a Intel anunciou que vai combinar o processador de baixo custo Atom com os chips programáveis da Altera.

A companhia, cujos processadores já figuram em 80% dos PCs de todo o mundo, pretende expandir sua fatia também no segmento de netbooks, que são o foco do Atom.

Conforme informado pela fabricante, integrados aos circuitos programáveis e integrados da Altera, os processadores desta linha permitirão entregar soluções focadas na autonomia do cliente, que poderá promover configurações das mais diversas de acordo com suas preferências.

Ainda segundo avaliação divulgada pela Intel, a demanda mundial por chips embarcados deverá aumentar cerca de 25% nos próximos quatro ou cinco anos.

Mercado que a empresa não quer deixar passar: em setembro, por exemplo, a Intel lançou processadores para equipar computadores de veículos e aparelhos de televisão pela Internet.

Já na semana passada, comprou a canadense CognoVision, que produz letreiros digitais para anunciantes, informa a Reuters.

Fonte: Site Baguete

Categories: Processadores Tags: , , ,

Intel Core i3, i5 ou i7 ???

16, novembro, 2010 Sem comentários

Se você tem interesse em informática, mais especificamente pela parte de hardware, com certeza já ouviu falar das famílias Intel® Core™ i3, Intel® Core™ i5 e Intel® Core™ i7. E poderíamos até apostar que não foi só por propagandas da Intel ou quando foi comprar um novo computador. Os processadores Intel Core significaram um salto tecnológico na área de processamento de dados, conquistando ao mesmo tempo a opinião de especialistas e do público em geral.

A intenção ao lançar a família Core foi formar um padrão “good-better-best” entre os processadores, colocando a família Intel® Celeron® como uma boa opção, a Intel® Pentium® como uma opção um pouco melhor e as famílias Intel® Core™ como a melhor opção oferecida. Essa estratégia é fruto de muitos estudos que comprovaram as enormes diferenças entre os vários tipos de usuários. Com a diversificação, um usuário iniciante pode adquirir um processador que irá suprir todas as suas necessidades, da mesma forma que um entusiasta ou um gamer pode investir em outro processador que esteja de acordo com suas expectativas.

A divisão das famílias Intel® Core™ i3, Intel® Core™ i5 e Intel® Core™ i7 funciona da seguinte maneira:

Intel® Core™ i3: são processadores ágeis, capazes de realizar muitas tarefas ao mesmo tempo. Desfrutam de tecnologias modernas e arquitetura eficiente, possuindo ainda assim um custo acessível.

Intel® Core™ i5: estão um patamar acima dos Intel® Core™ i3, desenvolvidos para proporcionarem um excelente custo-benefício para o usuário. Possuem uma capacidade de processamento alta, sendo indicados inclusive para edições gráficas intensas e cálculos complexos.

Intel® Core™ i7: estão no topo da capacidade de processamento entre os processadores Intel. Tecnologias trabalham juntas para ampliar o desempenho dos processadores desta família a níveis ainda maiores do que os atingidos pelos outros modelos. Não é exagero afirmar que são objeto de desejo de 10 em cada 10 gamers.

Portanto, recomendamos que antes de definir qual processador é o melhor para o seu perfil, faça uma lista do que espera da máquina. Em caso de dúvida, consulte o Guia de Compras Intel (www.meuproximopc.com.br). E se surgirem novas expectativas, existe sempre a possibilidade do upgrade.

Fonte: Site Intel

Categories: Processadores Tags: , , ,

Processadores com 100 núcleos chegam perto da realidade.

30, agosto, 2010 Sem comentários

Enquanto empresas como a AMD e Intel se esforçam para compactar 3, 4 ou até 6 núcleos nos seus processadores, a fabricante de chips americana Tilera anunciou hoje que planeja fabricar e vender um modelo com 100 núcleos chamado Tile-Gx. O propósito principal desses processadores, segundo Anant Agarwal, co-fundador e CTO da empresa, será para uso em servidores que executem funções relacionadas à web, como busca, indexação de páginas e processamento de vídeo.

Agarwal também diz que para executar uma troca rápida de informações, os modelos da Tilera tem núcleos organizados paralelamente dentro de um quadrado, dentro dos quais existem múltiplos pontos para entrada e saída de dados. Já os chips da Intel e AMD tem núcleos organizados como barras cruzadas, um design que segundo ele, pode trazer problemas de congestionamento de dados.

O modelo Gx100, um dos processadores com 100 núcleos, deverá usar no máximo 55 watts de energia e vai custar até US$ 1000 (R$ 1710) quando for colocado no mercado em 2011. Antes disso, a Intel planeja liberar para venda o processador Nehalem-EX com 8 núcleos e a AMD espera liberar o Opteron, com 12. Note como nenhum dos dois tem três dígitos nas casas decimais, tsc tsc.

Fonte: Tecnoblog

Categories: Processadores Tags: , , ,

Intel adquire McAfee por US$ 7.68 bilhões.

19, agosto, 2010 Sem comentários

A Intel anunciou esta manhã a aquisição da desenvolvedora de antivírus McAfee. O processo custou à companhia US$ 7.68 bilhões, o equivalente a US$48 por ação.

A aquisição mostra a importância da segurança na área da computação. De acordo com release disponibilizado para a imprensa, a abordagem atual de segurança online não atende todos os novos dispositivos que aparecem no mercado, além do aumento das ameaças online. Para oferecer uma proteção para aparelhos tão diversificados é necessário utilizar uma abordagem diferente, com software, hardware e serviços.

De acordo com Paul Otellini, presidente e CEO da Intel, eficiência energética e conectividade eram os principais requisitos da área de informática. Mas, no futuro, um terceiro pilar pode aparecer relacionado à segurança.

A aquisição foi aprovada pelo conselho de ambas as companhias, mas ainda é necessário o consentimento dos acionistas.

Fonte: Olhar Digital

Categories: Negógios Tags: ,

Tecnologia Intel anuncia circuito ótico que substitui o de cobre.

29, julho, 2010 Sem comentários

A Intel anunciou nesta quarta-feira uma nova tecnologia de transmissão ótica baseada em silício. Segundo a empresa, ela é mais barata, pequena e consome pouca energia, podendo substituir os barramentos de cobre dentro dos computadores para transmissão de dados entre os diversos componentes.

Um dos objetivos da tecnologia é permitir uma comunicação mais rápida entre componentes do mesmo sistema. O processador poderia então, transmitir dados mais rapidamente para a memória RAM a uma taxa de até 50Gbps no estado atual, podendo chegar a 400Gbps rapidamente.

Os barramentos atuais, feitos de cobre e colocados em uma placa de circuito impresso, têm grandes limitações conforme a velocidade da transmissão aumenta. Por causa disso, os componentes destes circuitos precisam ficar muito próximos, o que aumenta a complexidade do projeto, diminui a flexibilidade do produto e causa problemas de aquecimento.

Com a transmissão ótica, esses problemas seriam reduzidos, e equipamentos totalmente novos seriam possíveis. Por exemplo, periféricos como impressoras ou mesmo redes operariam em velocidade semelhante às possíveis dentro do próprio computador, e dispositivos grandes poderiam receber grandes quantidades de dados, como uma parede de altíssima resolução.

A tecnologia ainda está em fase experimental e, segundo Justin Rattnerm, diretor de tecnologia da Intel, deve demorar de dois a três anos para atingir a maturidade. Os primeiros dispositivos dotados com esse recurso devem estar disponíveis a partir de 2015.

Fonte: Terra Notícias

Categories: Tecnologia Tags: , ,

All Nations: processador Intel desbloqueado.

20, julho, 2010 Sem comentários

A carioca All Nations, em parceria com a Intel, apresenta o novo processador Intel Core i7-875k Unlocked.

Como diferencial o produto oferece multiplicador de clock destravado. A funcionalidade garante que o usuário possa exigir mais do seu computador com o aumento do clock (overlocking) de operação do processador acima do especificado, o que promete qualidade de vídeo e velocidade no processamento de dados.

O Core i7-875k dispõe de quatro núcleos e 8MB de caché. O processador trabalha a 2,93GHz, porém, com a tecnologia Turbo Boost pode chegar a 3,6 GHz, garante a fabricante.

Já a tecnologia Hyper-Thereading oferece um conjunto de recursos que promete uma atuação arrojada em tarefas mais difíceis e flexibilidade para definir as especificações do sistema.

Informações adicionais sobre o produto podem ser obtidas no link relacionado abaixo.

Fonte: Site Baguete

Computação em Nuvem já é Realidade.

29, outubro, 2009 Sem comentários

A receita mundial dos serviços de computação em nuvem (também chamado de cloud computing) deve ultrapassar US$ 56 bilhões ao longo deste ano, um crescimento de 21% em comparação a 2008, de acordo com o Gartner. Processos de negócios entregues como serviços ‘cloud ‘representam o maior segmento do mercado, chegando a 83% do faturamento total de 2008.

A computação em nuvem é considerada uma evolução natural da Internet, e não exatamente uma nova tecnologia ou tendência. Com ela, as informações não ficam presas aos seus servidores físicos, o que traz mais agilidade e transparência aos serviços oferecidos pela Internet. Muitas empresas já estão utilizando aplicações de computação em nuvem nos sistemas internos para se tornarem ainda mais competitivas.

Uma das principais vantagens da computação em nuvem é que os serviços ou produtos podem ser movimentados para outros pontos da rede, de modo a evitar interferências ou interrupções do serviço.

Além disso, as empresas ganham versatilidade e praticidade, pois os serviços são obtidos de maneira mais fácil e mais transparente. Para o usuário final, a computação em nuvem acaba com a necessidade de compra de softwares, pois o consumidor pode “alugá-los”, pagando apenas pelo uso do que foi feito.

A segurança é outra tecnologia que caminha em paralelo. Há alguns anos as empresas trabalham na evolução da segurança das aplicações em nuvem.

Outra forte tendência de substituição dos tradicionais Data Centers pela computação em nuvem é a questão do custo de manutenção e gasto de energia. Segundo um estudo realizado por pesquisadores das universidades Berkeley e Stanford, financiado por Microsoft e Intel, o custo de eletricidade (incluindo refrigeração, alimentação de reserva e distribuição de energia) representa 50% do custo anual da manutenção de um Data Center.

Um dos desafios mais importantes para a total implementação da computação em nuvem é a criação de uma plataforma de referência de TI que permita que todos os componentes tecnológicos operem na nuvem.

Já existem no mercado algumas soluções que possibilitam a computação em nuvem, como servidores que utilizam o processador da Intel Nehalem EP, também chamado de Xeon 5500. Este processador tem a capacidade de rodar aplicativos em hardware otimizados para melhor performance. Além disso, oferecem ótima eficiência no consumo de energia para a redução dos custos com eletricidade.

Outro exemplo é a tecnologia vPro da intel por exemplo, que já acompanha essa tendência permitindo o gerenciamento remoto de desktops e notebooks com segurança, abrindo novos horizontes para os prestadores de serviços, diminuindo a necessidade de manutenção local e até mesmo, agendamento de forma pro ativa de manutenções remotas ou locais, quando não for possível resolver remotamente.

A computação em nuvem é uma tendência que veio para ficar e que vai trazer diversas vantagens para usuários e empresas, gerando oportunidades de novos negócios. Os Data Centers estão se tornando cada vez mais poderosos e com custos menores, o que leva a um crescimento do poder computacional e ao mesmo tempo preserva o ambiente, utilizando-se tecnologias mais eficientes, mas para isso as empreas devem investir considerando as tecnologias corretas para essa realidade, de forma a usufruir de todos os benefícios oferecidos.

Fonte: Site Baguete

Boas maneiras também no celular

22, outubro, 2009 Sem comentários

A maioria dos adultos norte-americanos com acesso online (80%) afirma que existem regras não oficiais sobre o uso da tecnologia móvel e aproximadamente 7 entre cada dez pessoas (69%) concordam que as violações dessas regras não oficiais de etiqueta móvel, como checar e-mails, enviar mensagens de texto e fazer chamadas na companhia de outros, são inaceitáveis.

As informações foram divulgadas pela Intel, patrocinadora da pesquisa “Etiqueta Móvel da Intel para as Festas de Final de Ano”, conduzido pela Harris Interactive.

Mais da metade dos entrevistados (52%) se ofenderia se estivesse em uma festa de final de ano e alguém usasse um dispositivo habilitado para a Internet, como notebook, netbook ou telefone celular, na mesa.

Mais da metade dos adultos usuários de internet (62%) enviaria um cartão eletrônico ou e-mail ao invés de um cartão tradicional e, apesar do que os pais preocupados com as boas maneiras ensinaram sobre a importância de uma nota de agradecimento escrita à mão, quase 09 entre cada 10 usuários (88%) não se ofenderia em receber um e-mail ou cartão de agradecimento eletrônico ao invés dos recados escritos à mão.

Além disso, 36% dos adultos online concordam que é inapropriado usar um dispositivo móvel na fila de segurança do aeroporto. A maioria (60%) dos usuários online concorda que usar um dispositivo móvel durante um encontro é inapropriado.
 
A pesquisa foi realizada online dentro dos Estados Unidos pela Harris Interactive a pedido da Intel, entre os dias 1 e 5 de outubro de 2009 e contou com a participação de 2.625 adultos com idade superior a 18 anos.

Fonte: Site Baguete

Categories: Geral Tags: ,
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
WordPress Appliance - Powered by TurnKey Linux