Arquivo

Textos com Etiquetas ‘OpManager’

Netrunner Tecnologia migra todos os serviços para a Amazon AWS.

31, agosto, 2014 Sem comentários

Após analisar minuciosamente diversos fornecedores de serviços em Cloud, a equipe técnica da Netrunner Tecnologia escolheu a Amazon AWS como seu principal fornecedor, a decisão foi tomada, após diversos problemas com o antigo fornecedor.

Netrunner Tecnologia x SEP Software x ManageEngine x Amazon AWS

As parcerias fechadas pela Netrunner Tecnologia foram vitais para a decisão.

Entre os diversos problemas enfrentados, estão o atendimento ineficiente da equipe de suporte e a indisponibilidade dos serviços, que só puderam ser detectados, devido a utilização das ferramentas OpManager e Applications Manager da ManageEngine. A Netrunner Tecnologia utiliza essas ferramentas para monitorar seus serviços.

Agora, nossos clientes contam com os serviços do maior fornecedor de Cloud do mundo, com altíssima disponibilidade e qualidade. Além do monitoramento pró ativo das ferramentas da ManageEngine.

A migração rápida e precisa, só foi possível, utilizando a ferramenta de backup da SEP Software, que permitiu a transferência de todos os dados de maneira simples e eficiente.

As opções de Backup e Disaster Recovery da SEP, são utilizadas mundialmente, e permite a rápida restauração de um ambiente perdido, em uma nova infraestrutura, seja ela física ou virtual.

“Essa decisão estratégica visa atender aos nossos clientes com o que há de melhor no mercado, tivemos diversos problemas com o antigo fornecedor, desde falhas no atendimento dos chamados, até indisponibilidade dos serviços, e isto é inaceitável no mundo digital.”, esclarece Rodrigo Miranda, diretor técnico da Netrunner Tecnologia.

Mais informações:
Site Netrunner – SEP Software

Site Netrunner – ManageEngine

Fonte: Blog Netrunner

 

10 passos para aumentar ROI de seus sistemas de TI.

2, agosto, 2013 Sem comentários

Por Rodney Repullo(*).

É muito comum ver nas empresas os sistemas sendo subutilizados, o que faz várias pessoas contestarem os discursos de Retorno do Investimento (ROI), apregoados pelos especialistas do mercado de TI e vendedores de sistemas.

Cidade Abandonada

Impressão que temos das soluções abandonadas.

Mas, o que deve ser contestado não é o discurso dos fornecedores e sim a condução do processo de implantação, manutenção e integração dentro de casa. O esforço não se encerra no contrato de aquisição do sistema, muito pelo contrário, este é o início à fase mais importante e trabalhosa.

O baixo ROI começa pela omissão, ou baixa qualificação de fornecedores de serviços de TI, passa pelo desperdício de investimentos e chega até ao pouco apoio e envolvimento da direção das empresas no processo de implantação. Isso sem contar a alta resistência de boa parte dos colaboradores que, por natureza, estão sempre contrários a mudanças.

Criamos aqui um roteiro com 10 passos para estimular uma reflexão e gerar um movimento em sua equipe para que ela possa extrair mais dos investimentos já realizados em sistemas.

1 – Melhore sua argumentação

Você sabe o que deve ser feito para melhorar o grau de utilização dos sistemas, mas não consegue a aprovação das áreas de negócios?

A falha está em responsabilizar em 100% o tomador de decisão. Temos que pensar que quem solicita a aprovação tem um importante papel, que é estruturar bem seu projeto, que mostre de forma consistente os resultados esperados.

2 – Mapeie seus Processos

Não é possível automatizar um processo que não esteja explícito. Automatizar algo que está na cabeça de alguém é algo bem próximo da brincadeira do telefone sem fio.

Há espaço para discussão de melhorias, mas cuidado para não sair do foco que é extrair melhores resultados dos sistemas atuais.

3- Avance na utilização de recursos já existentes

De posse dos processos documentados chame seu fornecedor do sistema e discuta quais rotinas existentes não estão sendo suportadas pelo sistema, mas que facilmente poderiam ser.

Em média se utiliza de 10 a 20% do que um sistema pode oferecer.

4 – Customize em busca de automatização

Customização é algo que deve ser evitado ao máximo, mas se o item anterior for bem realizado, está agora na hora de customizar. O cuidado aqui é que a customização precisa ser feita de forma que continue possibilitando a atualização dos sistemas sem nenhum prejuízo.

Tempere sempre seus pensamentos com conceitos de automatização. Não crie rotinas para usuários executarem se há regras estáveis que possibilitam o desenvolvimento de rotinas automatizadas.

5 – Integre seus Sistemas

Não busque colocar tudo no mesmo sistema, um prejuízo à eficiência dos processos.

Busque a integração em tempo real entre os sistemas.

6 – Mobilize seus Processos

O aumento do uso dos sistemas atuais muitas vezes pode ser viável se alguns processos forem mobilizados, por meio de dispositivos móveis.

Exigir que o colaborador volte ao escritório depara lançar dados no sistema pode colocar em risco a sua utilização.

7 – Qualifique melhor os usuários

Feito tudo o que é possível sobre os sistemas atuais não esqueça de qualificar muito bem os usuários. Esse é um ponto crítico e muitas vezes não é dada a importância que merece.

8 – Traga o conceito de Inteligência nos Negócios ao Nível Operacional

Muitas implantações de BI buscam apenas levar informações ao nível estratégico da empresa, mas como está baseada em dados não confiáveis, acaba no descrédito e na consequente subutilização.

O caminho é fazer as pessoas utilizarem o BI de alguma forma em benefício ao seu dia a dia. O monitoramento da performance da equipe por meio de painéis é um bom exemplo.

9 – Mantenha seus sistemas atualizados

Não se acomode, atualize seus sistemas. Sabemos que atualizar sistemas traz um trabalho grande de validação prévia e tratamento dos efeitos colaterais, mas toda versão nova traz diversas melhorias que precisam ser aproveitadas.

10 – Reveja seus processos

Executado os passos anteriores, é hora de revisitar o mapeamento de processos do passo 1, discutir e planejar melhorias.

Espero que este texto estimule uma reflexão e ajude a você criar seu próprio roteiro em busca melhores resultados dos investimentos já realizados na empresa.


A Netrunner Tecnologia, sempre oferece seus produtos com os serviços de Implantação e Treinamento, porém, alguns clientes se recusam a contratar, pois, utilizam o argumento da contenção de despesas, ou simplesmente que seus técnicos são autossuficientes.

Mas quantas funcionalidades dos sistemas, deixamos de utilizar, por simplesmente não ter a menor ideia do que aquele botãozinho faz?

Por este motivo, a Netrunner Tecnologia oferece treinamentos para seus clientes, usuários ou profissionais, nas ferramentas que comercializamos, com as seguintes opções:

Treinamento ManageEngine OpManager
Treinamento ManageEngine ServiceDeskPlus
Treinamento ManageEngine Applications Manager
Treinamento ManageEngine SupportCenter Plus
Treinamento ManageEngine ADManager Plus
Treinamento ManageEngine ADAudit Plus
Treinamento SEP Sesam
Treinamento WatchGuard (básico)

Os treinamentos são feitos “incompany” ou no Centro de Treinamento da Netrunner Tecnologia.

Mais informações: www.netrunner.com.br/servicos.aspx

Fonte: IT Portal

(*) CEO da Magic Software Brasil, provedora de plataformas de desenvolvimento e integração de aplicações para os negócios.

Redes: pessoal de TI precisa de mais treinamento.

31, julho, 2013 Sem comentários

Para os profissionais de TI, as redes tiveram um aumento perceptível em complexidade nos últimos anos, exigindo mais conhecimento e treinamento dos profissionais que atuam na área.

Profissionais querem mais treinamento de redes.

Profissionais querem mais treinamento de redes.

A constatação vem de um estudo publicado pela Solarwinds, realizado entre 110 profissionais de TI no Brasil. Segundo a empresa, a pesquisa foi feita para entender melhor as forças que guiam a crescente complexidade da rede e que determinam as habilidades que os profissionais precisam desenvolver para se manter competitivos.

No levantamento, mais de 67% dos entrevistados afirmou que suas empresas necessitam treinar pessoal de TI para se preparar como possível para lidar com a crescente complexidade da rede.

No entanto, a responsabilidade da empresa também passa pela gestão destas redes. Quase o mesmo número de profissionais de TI (65%) acha que suas empresas precisam incluir ferramentas e software de gerenciamento de rede.

Segundo aponta a pesquisa, redes SDN – definidas por software – e redes virtuais, são os principais fatores que estão tornando as redes mais complexas. Além disso, aplicações em nuvem pública, SaaS e BYOD também aumentaram esta complexidade.

Além disso, de acordo com Sanjay Castelino, vice-presidente e líder de vendas da SolarWinds, 80% dos profissionais de TI afirmaram que a complexidade da rede afetou em maior ou menor medida as suas responsabilidades nos últimos 3 a 5 anos.

“No entanto, os profissionais de TI também concordam (em maior escala) na preocupação relativa às capacidades necessárias para trabalhar com sucesso, dadas as crescentes responsabilidades que afetam diretamente a complexidade da rede”, afirma.


A Netrunner Tecnologia está ciente desta necessidade, por este motivo, oferece além de produtos para gerenciamento, controle e segurança dos ambientes de TI, treinamento para os produtos que comercializa. O investimento nessas ferramentas, só pode ser totalmente aproveitado se os profissionais responsáveis tiverem total conhecimento das funcionalidades. Quantas vezes nos deparamos com coisas, que algum aplicativo faz e não tínhamos a menor ideia de que aquilo era possível? Por isso, a Netrunner Tecnologia possui as opções abaixo:

Treinamento ManageEngine OpManager
Treinamento ManageEngine ServiceDeskPlus
Treinamento ManageEngine Applications Manager
Treinamento ManageEngine SupportCenter Plus
Treinamento ManageEngine ADManager Plus
Treinamento ManageEngine ADAudit Plus
Treinamento SEP Sesam
Treinamento WatchGuard (básico)

Os treinamentos são feitos “incompany” ou no Centro de Treinamento da Netrunner Tecnologia.

Fonte: Site Baguete

Mais informações: www.netrunner.com.br/servicos.aspx

OpManager versão 10

28, março, 2013 Sem comentários

A nova versão do OpManager conta com várias novas funcionalidades, uma bem importante é o suporte ao IPV6 que em breve deve dar as caras por ai.

Foi adicionado o plugin do nosso querido ApplicationsManager, agora nosso canivete suíço esta completo, além de monitorar todos os devices de nossa infra, também monitoraremos nossas aplicações.

O vCenter/VSphere é o ponto central para monitoração do nosso ambiente virtual.

Não precisamos mais caçar nas MIBs dos fabricantes as informações como temperatura, voltage, power, fan speed, etc. Eles já estão no OpManager muito mais fácil e pratico. Segue lista completa do próprio site do OpManager.

Fiz o upgrade em cliente e esta se comportando bem até agora…

 

OpManager v10 – Build No. 10000 – March 18th, 2013

 

New Features

  1. Now OpManager provides support for monitoring IPv6 network devices and servers. After discovery, device templates along with the essential monitors are applied on the IPv6 devices and monitored for performance.
  2. Applications Monitoring plugin for in-depth monitoring of applications such as Oracle, SAP, Sharepoint, Websphere and much more has been added now.
  3. Get granular insight into your VMware environment, as OpManager now monitors VMware ESX/ESXi and VMs through vCenter via vSphere API.
  4. Now OpManager out-of-the-box monitors hardware health such as temperature, voltage, power, fan speed, status of processors, storage, memory, disk arrays, etc. of HP, Dell, Cisco and Juniper devices, via SNMP. OpManager also supports hardware monitoring for ESX hosts via vSphere API.
  5. Failover support for OpManager Central server has been added now. Probe already includes support for failover.
  6. Now raise a ticket with OpManager support along with the support information file, in a single click (Support-> Request Support).
  7. Adding notes to an alarm has been simplified now. In alarms page, now you can add alarm notes by clicking ontem the “Note addition button” present beside each alarm notification. You can also add alarm notes in bulk by selecting the desired alarm notes and clicking on “Add note” button.
  8. In Enterprise Edition, the intelligence to detect build mismatch between Probe and Central has been added.
  9. Time Window option has been added in Schedule Reports page (Issue ID 91998)
  10. Time out and max hops are now supported in TraceRoute in both RestAPI and Workflows.
  11. Search filtering option added in All Devices and All Interfaces page

 

Customer Issues Fixed: Build 10000

 

•    MSSQL instance name duplication due to “MSSQLFDLauncher” services is resolved.
•    Issue with backslash character in WMI attributes leading to an error page is fixed now. (Issue ID 93648)
•    Issue with managing URL’s due to license check is fixed now. (Issue Id 93539)
•    Now ‘${IPAddress}’ variable can be used in workflows. (Issue Id 93694)
•    Alarms added via ‘Add Event’ API can be cleared with Rest API. (Support Request Id 4542842)
•    Difference in device count shown in ‘About’ page and ‘Probe’ link under admin tab is fixed.
•    Probe slow down issue is fixed.
•    Issue with “Execute Windows Script” task not responding while executing workflows is fixed. (Issue ID 93738)
•    New filtering parameters are added in Rest API for listing alarms. (Support Request Id 4498614)
•    In IE, the issue with real-time graphs in device snapshot page not showing up is fixed now. (Support Request Id 4521422)
•    Devices by Packet Loss widget was displaying zero packet loss condition in red bar. Now it has been fixed and changed to green color.
•    Issue with false alert getting generated for windows services is fixed.
•    Issue with configuring username in authentication details of mail server has been resolved.
•    Data truncation issue in SysLog email notification due to the presence of angular brackets (< , >) in SysLog message has been resolved now (Issue Id 93569)
•    SysLog alarms are not getting generated when there is a single syslog rule. This issue is fixed. (Issue Id 93524)
•    Issue  with URL monitors not getting updated on consecutive times even when threshold is enabled, is fixed.  (Issue ID 93915)
•    Single quote issue in IE while executing windows script in workflows is fixed now.
•    The issue with multiple thresholds configured in newly created Device Template not getting reflected in central & other probes is fixed now.
•    Issue related to recurring notifications is fixed. (Issue Id 93672)
•    The issue with showing an error Message “Router IOS version may be lower than 12.3″ shown even though the device is of greater IOS is fixed
•    IPSLA link status getting greyed out i.e. unmanaged is fixed
•    In IPSLA, issue with adding IPSLA in French and editing display names is fixed
•    Probe trying to register with Standalone OpManager Edition in enterprise edition is
•    resolved now.
•    During Failover, Unwanted Timers that runs when in standby mode is cancelled and stopped.
•    Multiple syslog rule creation caused by refreshing ‘submit’ page of Syslog addition is fixed.
•    Logo was missing in availability reports. Now logo has been added (Issue ID 93449)
•    Icons to display critical and trouble threshold status in List view page have been added.
•    Now you can also Windows Service monitor by using vendor name instead of type.Services, and URL monitors are allowed for categories
•    For users with full control to a business view, adding WMI monitors option was disabled. This issue has been fixed. (Issue ID 93555)
•    Issue with iPhone alarm page navigation issue is fixed (Issue ID 93515)
•    For printers, even though no alerts are configured when it turns to clear state, alerts are getting raised. This issue has been fixed.  (Issue ID 93614)
•    Average value is shown in threshold alerts for CPU utilization with multiple instances.
•    When editing any Availability and Response report, certain options were missing. This issue has been fixed.
•    Proper icon was not associated for devices from Dell. This issue has been fixed.
•    The status of the Services shown wrongly in Maps –> details view is corrected now (Issue ID 93875)
•    Test Action at times failes  for System Command / Run Program profiles if the Alarm Message contains $ symbol is fixed (Issue Id 94057)
•    Problem Retrieving XML data alert popup while viewing WAN RTT Monitors (Issue Id 93737)
•    Run System Command profile fails for trap, when we select the specific traps in Notification profile. This is fixed now (Support Request Id 4538155)
•    Technician name filter in the alarms page is fixed
•    Unable to  start postgres database in german installation is fixed (issue id  93801)
•    Unable to rediscover the interfaces for the devices discovered as non snmp device and then configuring snmp credentials for the same. (Issue Id 92587)

Fonte: Site Pastelaria Digital

Categories: Opmanager Tags: ,

Mirandell Sistemas agora é revenda ManageEngine.

5, julho, 2012 Sem comentários

A Mirandell Sistemas fechou parceria com a Inspirit Tecnologia para revender e oferecer os serviços agregados às soluções da ManageEngine, com essa novidade, a Mirandell Sistemas conquistou mais uma opção para seus clientes, complementando assim, a sua matriz de soluções que abrange sistemas de gestão, gestão de TI, Infra-estrutura e segurança. Os produtos da ManageEngine são ideiais para monitoramento de ativos de TI, atendimento a padrões e normas (compliances) como ITIL e SOX, além de ferramentes essenciais aos profissionais da área de TI.

Os principais produtos da ManageEngine são:

  • Opmanager – Solução integrada de monitoramento de ativos de TI, dentre eles, servidores, roteadores, switches, access points.
  • ApplicationsManager – Solução para monitoramento de aplicações, dentre elas, bancos de dados, sistemas operacionais, frameworks e etc.
  • Netflow Analyzer – Ferramenta de análise e monitoramento de roteadores compatíveis com a tecnologia NetFlow da Cisco.
  • IT360 – A solução ideal para as empresas de gestão de TI, engloba praticamente todas as ferramentas em um ambiente unificado, porém, permite o monitoramento remoto em qualquer tipo de empresa.

Fonte: Mirandell Sistemas

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
WordPress Appliance - Powered by TurnKey Linux