Arquivo

Arquivo de maio, 2013

Seagate lança nova linha de HDDs com capacidades até 4 TB.

21, maio, 2013 Sem comentários

Por mais que desejemos, o caminho dos SSDs até a popularização será longo e tortuoso, tanto pela limitação de espaço quanto pelos preços. Eu já estou utilizando SSD em meu notebook há 2 anos, o primeiro eu comprei aqui no Brasil e o upgrade eu importei, mesmo com impostos e frete valeu a pena. Não sou adepto dos HDs híbridos, assim como não acredito em óleo semi sintético nos automóveis.

Já quando o assunto é backup não tem jeito, ainda estaremos amarrados aos HDDs por um bom tempo, mesmo sabendo que  como tudo que possui peças internas e viola a Segunda Lei de Clarke, uma hora eles vão pedir arrego.

A Seagate sabe disso e anunciou uma nova linha de discos rígidos de 3,5″ com segurança na reprodução de dados melhorada, o que os torna ideais para set-top boxes, gravadores externos e nós, que teimamos em usar os HDDs de backup como pendrives.

A nova linha opera a 5.900 RPM e vem em várias capacidades: 250 GB, 320 GB, 500 GB, 1 TB, 2 TB, 3 TB e sim, finalmente 4 TB. Os modelos de 3 e 4 TB contam com uma conexão SATA de 6 Gb/s e serão atrelados à linha Barracuda, enquanto que os demais possuem SATA de 3 Gb/s e são da linha Pipeline. As velocidades de transferência também diferem: 180 MB/s nos modelos de 3 e 4 TB, 144 MB/s no de 2 TB e 159 MB/s no de 1 TB.

A Seagate garante que os discos podem funcionar continuamente 24/7, com uma taxa de falha de apenas 0,55% ao ano e que são bem silenciosos, gerando apenas 2,3 dB. Eu acho um tanto exagerado. Não obstante, diz que o modelo de 4 TB pode exibir 16 vídeos em HDD simultaneamente sem stress. Isso é algo que eu gostaria de ver.

A empresa também lançou um modelo de 2,5″ com 500 GB que promete reproduzir 12 vídeos HD ao mesmo tempo. Por enquanto não há informação de preços, acredito que o de 4 TB sairá bem caro, mas sinceramente? Ainda hoje vale o investimento.

Se sua empresa precisa de uma solução de backup, que utilize qualquer mídia e ainda possa enviar os backups para a nuvem, a Mirandell Sistemas comercializa o SEP Sesam que é a solução de backup da SEP Software, que atende aos seguintes sistemas operacionais:

  • Linux
  • Microsoft Windows
  • Novell/SUSE
  • Red Hat
  • UNIX
  • Apple
  • Open VMS
  • BSD
  • AIX

E possui plugins para backup das seguintes aplicações:

  • IBM Lotus Domino
  • Microsoft Exchange Server
  • Microsoft SharePoint
  • Novell Groupwise
  • Novell Vibe OnPrem
  • Open-Xchange
  • SAP
  • Scalix
  • Zarafa

Além de atender aos seguintes Bancos de dados:

  • IBM DB2
  • Informix
  • Ingres
  • Microsoft SQL Server
  • MySQL
  • Oracle
  • PostgreSQL

E finalmente atende aos virtualizadores mais utilizados no mercado:

  • VMware ESX/vSphere
  • Citrix XenServer
  • Microsoft Hyper-V

Além de tudo isso, a solução possui gerenciamento de tape libraries, deduplicação e archiving.

Para mais informações, acesse o site da Mirandell Sistemas.

Fonte: Meio Bit

Cinco maneiras de garantir a segurança da sua rede.

17, maio, 2013 Sem comentários

Vinte e quatro horas por dia, sete dias por semana, 365 dias por ano – isso está ocorrendo. Estando você de olho ou cochilando, em uma reunião de negócios ou passando férias em Cancun, eles estão testando a sua rede, procurando uma maneira de entrar, explorar ou roubar seus dados, armazenar conteúdo ilegal, remover a home do seu site, ou simplesmente estragar algo pelo simples fato de poder fazer.

Estou falando dos scanners de rede. Os caras maus utilizam isso todos os dias, para acessar redes alheias em todo o mundo, essa ferramenta é a mais eficiente e fácil de usar para encontrar brechas em uma armadura. Se você quer proteger a sua rede, deve olhar com os olhos de quem ataca, e o scanner de rede é a ferramenta.

Os scanners de rede fazem testes automáticos na rede, não precisam de agentes instalados, e avaliam um ambiente de acordo com o que podem acessar. É o mesmo tipo de varreadura que é realizado o tempo todo por invasores e é por isto que você deve avaliar da mesma forma.

Aqui estão cinco testes que devem ser feitos com um scanner de rede periodicamente:

1. Avaliação de vulnerabilidade

Scanners de rede podem usar bancos de dados de vulnerabilidades conhecidas para verificar se há qualquer coisa que possa representar um risco para os seus sistemas. Atualizar o banco de dados regularmente é obrigatório, pois, novas vulnerabilidades são descobertas o tempo todo.

2. Port Scan

O port scan é o meio mais rápido para determinar quais sistemas estão funcionando em sua rede, e são, provavelmente, o tipo mais comum de reconhecimento. Determine o que deve ser acessível na rede a partir da Internet, valide com um portscan, e, em seguida, use uma combinação de regra de firewall, e desabilite os serviços desnecessários.

3. Senha padrão

Há uma razão para existirem milhares de listas de senha padrão na Internet, elas são umas das formas mais simples de acessar um sistema. Não facilite a vida do invasor, certifique-se que toda a sua rede possui senhas fortes, evitando assim acesso não autorizado.

4. Serviços rodando

Para comprometer um serviço, em primeiro lugar, ele deve estar rodando. Cada servidor tem um propósito específico, rodar alguns serviços, do contrário é apenas um aquecedor. Muitos servidores rodam serviços desnecessários, ou porque são assim por padrão, ou porque o administrador que configurou não tem conhecimento do fato. Use o scanner de rede para descobrir todos os serviços que rodam e desabilite os que não são necessários.

5. Acesso remoto

Use um scanner de rede para encontrar todo tipo de acesso, Telnet, SSH, RDP, GoToMyPC, LogMeIn, PCAnywhere e qualquer outra aplicação que ofereça acesso remoto, a não ser que seja necessário. Descobrir todas as maneiras “secretas”, vai reduzir muito os riscos da sua rede.

Se você e sua empresa não querem correr riscos, e não querem sair por ai procurando qualquer ferramenta, a Mirandell Sistemas comercializa o Security Manager Plus, um produto da ManageEngine que conta com os seguintes recursos:

– Busca por vulnerabilidade (Vulnerability Scanning)

– Aderente ao PCI DSS

– Detecção de portas abertas

– Inventário de hardware e software

– Grupos e usuários do Windows

– Gerenciamento de mudança no Windows

– Relatórios de auditoria

– Gerenciamento pela Internet (Ferramenta 100% web)

– Banco de dados de vulnerabilidade

– Gerenciamento de patch

Mais informações: Security Manager Plus – Mirandell Sistemas

Fonte: The Hacker News

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
WordPress Appliance - Powered by TurnKey Linux